Archive for the ‘Sertanejo’ Category

O Timbre do campo

outubro 9, 2008

Em 1928, Cornélio Pires introduz o estilo caipira na música brasileira com uma combinação de timbres desses instrumentos artesanais do Brasil-Colonia:

Viola

    

 

A viola tem características muito semelhantes ao violão. Tanto no formato quanto na disposição das cordas e acústica, porém é um pouco menor.

 

 

Acordeão

 

 

O acordeão é um instrumento musical aerófono (som produzido pela vibração do ar) composto por um fole, um diapasão(instrumento de afinaçnao) e duas caixas harmônicas de madeira.

 

 

 

Gaita

 

     Em Berlim, em 1821, que Friedrich Bushman, aos 16 anos inventou a AURA, para estudar a influência da corrente de ar no som. Sua invenção era essencialmente um conjunto de quinze diapasões, todas notas sopradas, conectadas a uma armação de metal.

Alguns anos depois, um produtor de instrumentos em Bohemia, melhorou o design da desajeitada Aura. Ele fez uma estrutura de 20 notas, dentro de dez orificios, ou seja, 10 notas sopradas e 10 notas aspiradas, estas mudanças somado a estrutura do instrumento foi verdadeiramente a primeira gaita 

 

Hoje em dia, o sertanejo brasileiro se assemelha mais com o som do country americano, que tem um som mais agitado com letras mais românticas e menos saudosismo (como era nos primórdios). 

 

Antigamente

 

Atualmente

O estilo sertanejo inserido no mundo da moda

setembro 26, 2008

Atualmente o estilo sertanejo apresentado pela mídia investe em roupas de couro, chapelão de cowboy, cinturão, fivelão e botas, porém apesar de semelhantes isso é cowboy americano.
O sertanejo, de origem brasileira, iniciou-se com o homem que trabalha no campo sob o sol, que capina na roça, que lida com o gado, enfim, que diversas vezes por não ter uma boa condição financeira, investe em calças jeans, botinas e chapéu de palha, aderindo a um estilo simples.

Com o passar dos anos, o estilo sertanejo foi ganhando espaço no campo, nas grandes cidades e até nas passarelas de moda. Pode-se definir o figurino, tendo como base as cores caramelo e cáqui, ou seja, cores típicas do estilo sertanejo, o uso do chapéu de boiadeiro, camisa xadrez, cinto com fivela e bota de caubói, resultando em um estilo discreto de caráter unisex, em que o sexo feminino e masculino vestem-se praticamente da mesma forma, o que resulta em uma moda igualitarista e sem preconceitos sociais ou racias.

Em 2008, o estilo country foi a tendência do inverno e ainda perdurará no verão nas passarelas de moda e nas ruas do Brasil e do mundo, destacando o uso de botas, franjas e couro. Esta moda está tão em alta que é adepta até entre as celebridades. A diva Madonna, na capa do seu álbum “Music” (2000), surgiu no estilo cowgirl chique e fashion, com um chapéu e uma camisa de setim azul, e no clipe de uma das canções do disco, a cantora usa xadrez, botas de cowboy, jeans surrado e até monta num touro mecânico, resultando na evidência desse estilo na mídia novamente.

As pessoas que aderem a esse estilo sertanejo, estão completamente dentro da moda, mesmo que sem querer, esta tribo vem crescendo progressivamente, devido ao caráter alegre, divertido e extremamente estiloso com que se apresenta para todos os tipos de público que estiverem interessados em investir nesse estilo caipira, porém de visivilidade internacional. Como dizia Euclides da Cunha: “O sertanejo é, antes de tudo, um forte”.

 

Música Sertaneja

setembro 24, 2008

Essa semana o triboSP mostrará um pouco mais sobre a música e a cultura sertaneja, suas duplas, seus instrumentos e roupas características.

Conhecida como “Caipira” ou “sertaneja” a música composta e executada nas zonas rurais do país, como a antiga Moda de viola utiliza instrumentos artesanais típicos do Brasil como viola, acordeão e gaita. Cornélio Pires, o primeiro grande promotor deste estilo musical, foi quem conseguiu, em 1928, que este estilo entrasse para a discografia brasileira, sendo considerado o precursor dos sertanejos, popularizando a música caipira no Brasil.

A música rural que mantém seus temas, feita por Cornélio Pires, João Pacífico, Tonico & Tinoco e Pena Branca & Xavantinho, para se diferenciar da música sertaneja, passou a se denominar “música de raiz“, querendo dizer que está ligada verdadeiramente às suas raízes rurais, a moda de viola, a terra e ao sertão.

No entanto, a partir da década de 1980, tem início uma exploração comercial do estilo sertanejo, em muitos casos, à uma releitura de sucessos internacionais e mesmo da Jovem Guarda. Esses artistas passam a ser chamados de “duplas sertanejas”. Começando com Chitãozinho & Xororó, Leandro & Leonardo e Zezé Di Camargo & Luciano, várias duplas seguem o mesmo caminho, fazendo com que o estilo alcançe o seu auge no final da década de 1980 e início de 1990. Hoje em dia, o termo música sertaneja vem, aos poucos, sendo substituído pelo termo música country devido à influência norte-americana.

No começo da década de 2000, o estilo musical volta a viver tempos melhores com o sucesso de duplas como Bruno & Marrone e Edson & Hudson.

O estilo sertanejo, ao contrário da música caipira, tem pouca temática rural para poder agradar a habitantes das grandes cidades. A temática da música sertaneja, é, em geral, o amor não correspondido e a traição.

Almir Sater, Gian & Giovanni, Daniel, César Menotti e Fabiano, Inezita Barroso, Milionário & José Rico, Rick & Renner e Rionegro & Solimões são alguns dos mais conhecidos nomes desse estilo que diz muito sobre o nosso Brasil.

 

 

Inezita Barrozo – Marvada Pinga

 

Leonardo, Chitaozinho & Xororó, Zezé di Camargo & Luciano – Canção da amizade

 


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.